Quantas páginas deve ter o meu currículo?

Tempo de leitura: 3 minutos

Muitas dúvidas surgem ao fazer um currículo pela primeira vez. Algumas delas persistem ao revisar e até ao fazer um currículo pela 20ª vez, depois de já ter alguns anos de experiência. E uma dúvida muito comum é sobre o número de páginas do currículo. 

A resposta para essa pergunta é muito simples. O que não é assim tão simples é adequar o número de páginas no currículo para as diferentes necessidades dos profissionais em busca de emprego. Acredite, essa é uma etapa muito importante da procura por emprego, já que um bom currículo abre portas para oportunidades que você nem imagina. Foi o que aconteceu com o Jonas!

A estrutura do currículo

Grande parte dos currículos se parece igual, independente do modelo. Por mais que possa parecer algo ruim, existe uma razão para isso. O trabalho dos recrutadores, que recebem centenas de CVs, é mais ágil quando existe um certo padrão de disponibilidade das informações.

Currículos não fogem muito da seguinte estrutura: dados pessoais no topo, informações de contato bem visíveis, experiências, formação e certificados no restante do espaço. Veja o modelo do currículo (quase) perfeito sugerido aos alunos do AEN.

Então ter um currículo que se parece com todos os outros não é problema para conseguir um emprego. Agora, o que é essencial se quiser ter a atenção da equipe de RH é ter nas páginas no currículo informações atraentes (e isso não tem nada a ver com inventar ou mentir no currículo).

Como escrever nas páginas no currículo?

Tudo o que você quer mostrar a um recrutador precisa caber em no máximo duas páginas. Lembre-se que diminuir o tamanho da fonte, menor que 10, não é uma estratégia inteligente. Letras pequenas demais dificultam a leitura.

Quem tem muitas experiências no CV costuma ficar um pouco aflito com esse número de páginas. Nesse caso, tenha em mente o seguinte: o currículo deve ser como o trailer de um filme. Ele vai mostrar aquilo que é mais interessante para que o recrutador fique curioso para assistir esse lançamento.

Mais importante do que selecionar o que vai para o currículo, é entender como essas informações podem ser descritas de maneira atraente. Usar palavras-chave é uma estratégia que dá muito certo, porque os recrutadores já têm em mente alguns tópicos que procuram nos candidatos para determinadas vagas.

Um bom currículo tem em suas páginas (ou página) não apenas descrições, do tipo: entre este e aquele período, estive aqui. Um bom currículo mostra:

  • o que você fez naquele momento,
  • os resultados que conseguiu,
  • sua evolução como profissional através das competências destacadas.

São as páginas do currículo que convencem um recrutador a querer conhecer você melhor, fazendo com que ele te chame para a entrevista. Dê atenção a essa etapa da procura por emprego e aumente suas chances de ser contratado para a vaga dos seus sonhos!

 

Leia também:

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.