Qual é o seu superpoder?

Tempo de leitura: 2 minutos

Em um podcast lançado recentemente, o escritor James Clear lembra um breve acontecimento da coreógrafa Martha Graham. Graham foi a responsável pela coreografia de algumas peças teatrais e se orgulhava muito desse trabalho que realizou. Considerou esses seus grandes sucessos pessoais.

Mas ela ganhou muito reconhecimento pela coreografia que criou para a aclamada peça da Broadway, Oklahoma, um trabalho que considerou apenas bem feito. Questionada sobre as diferenças de opinião, Graham disse que sentia como se sua métrica do que é bom ou ruim estivesse fora de alinhamento.

No fim, James Clear ressalta que o grande aprendizado dessa história é que todos têm em si algo que ninguém mais tem. Uma combinação única de interesses, experiências, habilidades e capacidades que apenas você tem e que só você pode oferecer. E no fim das contas, nunca haverá um consenso sobre o que é bom ou excelente porque cada pessoa envolvida enxerga aquele resultado de forma diferente.

Ainda assim, esse superpoder tem muito valor.

Qual é o seu superpoder?

A fórmula exclusiva de características de cada indivíduo é o ponto de partida para uma importante atitude na entrevista de emprego: mostrar o que chamamos de seu superpoder, que é exatamente esse pacote de vantagens que nenhum outro candidato poderá oferecer.

Não existem superpoderes melhores ou piores. Mas há duas variáveis que influenciam sobre o superpoder quando se está procurando por uma vaga de emprego. Um deles você pode controlar, o outro não.

O que não se pode controlar é como a empresa vai enxergar seu superpoder. Se você é muito alto, por exemplo, isso é ótimo caso queira entrar para um time de basquete. Mas pode não ser ideal caso você decida ser ginasta. Com o superpoder é a mesma coisa, você tem algo único e quando direciona isso para a vaga certa, tem muitas chances de fazer acontecer. Mas ainda não tem controle sobre isso…

O que você pode controlar

Se tem algo que você pode fazer a seu favor (e a favor do seu superpoder) na entrevista de emprego, é saber mostrá-lo. Para causar uma ótima impressão, não basta saber o que torna você único, é preciso saber vender suas capacidades de maneira clara e objetiva, para que a pessoa conduzindo a entrevista realmente entenda o que só você pode oferecer para aquela posição.

Essa habilidade de saber “vender” o que se tem pode ser natural para algumas pessoas mas, mais importante, ela pode ser desenvolvida por qualquer um. É através dela que o recrutador pode realmente entender que um profissional é o melhor candidato para uma vaga. É aí que está a diferença entre quem atira currículos para todos os lados e não recebe retorno e quem realmente é chamado para entrevistas e contratado.

… então, qual é o seu superpoder?

Leia também:

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.