Por que preciso me preparar para um processo seletivo?

Tempo de leitura: 3 minutos

Semanalmente, o blog tem novas publicações falando de diversos aspectos de um processo seletivo. Currículo, entrevistas, dinâmica de grupo, experiências, idade, Linkedin, redes sociais e muito mais.

São dicas práticas para melhorar o desempenho em todas as fases do processo seletivo. Mas há outra parte que também é importante, que muita gente não presta atenção: a importância de preparar seu estado emocional e psicológico para aproveitar as melhores chances de emprego.

Se a ideia de se preparar para um processo seletivo ainda lhe soa como algo desleal ou desnecessário, acompanhe esse texto e você entenderá por que é tão essencial para ter sucesso.

Será que gostam de mim?

Em qualquer relação interpessoal, enxerga-se duas possibilidades: de que alguém pode gostar ou não gostar de quem somos. Como se um evento único, uma breve conversa ou em apenas um olhar, outra pessoa pudesse sintetizar tudo aquilo que somos e decidir se somos bons o bastante (ou não) para uma amizade, um emprego, um romance, uma parceria.

No entanto, ninguém é tão superficial assim. A cada nova interação, mostramos mais de quem somos e mais sobre aquilo que somos capazes de fazer. Assim, a aprovação (ou reprovação) dos outros é sobre um conjunto de atitudes e ideias que demonstramos, e não só baseadas em apenas poucas das nossas infinitas características.

Quando se espera retornos positivos sobre vagas e oportunidades de trabalho, frequentemente a falta de aprovação acaba abalando o emocional e alimentando a sensação de não ser uma pessoa competente ou boa no que faz. Mas, na verdade, a reprovação em um processo seletivo tem a ver com UM encaixe que não deu certo, entre tantos encaixes possíveis e possibilidades existentes no mercado de trabalho.

E o que isso tem a ver com estar preparado?

Um casamento perfeito entre um profissional e uma vaga de trabalho só é verdadeiramente considerado sucesso depois um período de adaptação dentro da empresa. Mas a pessoa contratada é aquela que demonstra o maior POTENCIAL possível para que esse casamento dê certo. E isso acontece desde o primeiro contato com a empresa: o currículo.

Estar pronto(a) para conseguir o emprego dos sonhos envolve passar por cima da sensação de que “é ou não é” para conseguir mostrar tudo aquilo que pode influenciar positivamente a escolha de um recrutador. A primeira impressão é muito importante para passar pelo filtro inicial, mas ela não define o valor de um profissional.

Estar preparado possibilita controlar a ansiedade, reduzir a pressão interna de que precisa ser aprovado no processo e entender que não ser contratado naquele momento não define o seu valor como profissional em um mercado inteiro. É aceitar que existe a possibilidade de seguir adiante no processo seletivo ou não, e ainda assim se comprometer em fazer o melhor que pode.

Coragem, autoconfiança e a vontade de encarar os desafios são características de quem se entrega a uma oportunidade e de quem não desiste diante de um não. E quem não tem estas, pode sim treiná-las e desenvolvê-las. Conte com a nossa ajuda!

Leia mais:

 

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.