Diante de várias propostas, Rodrigo precisou fazer um processo seletivo invertido

Tempo de leitura: 2 minutos

Após quatro anos na mesma empresa, Rodrigo procurou novas vagas e não recebia retorno algum. Ele decidiu investir no Admirável Emprego Novo e acabou tendo que fazer o papel de “recrutador de vagas” para escolher onde queria atuar.

 

Rodrigo ressalta como o curso foi essencial para que ele passasse a entender como funcionam os processos seletivos a partir do ponto de vista dos recrutadores e profissionais de RH. Ele também fez muitas mudanças no Linkedin (veja o perfil dele).

Nova visão sobre o mercado de trabalho

“O curso foi muito importante de maneira geral porque quando se sai de um emprego, a gente fica fragilizado, preocupado com a situação do mercado. Então o curso foi de extrema importância para eu me posicionar de maneira adequada, ter paciência.”

Como o Rodrigo fala, para construir uma carreira dentro daquilo que cada um deseja, precisa ter ações pensadas e não sair agarrando a primeira oportunidade de emprego que aparecer (a não ser que ela seja exatamente o que você quer). E desde o princípio, os módulos do curso ajudam os alunos na construção da autoconfiança para entender seu lugar no mercado de trabalho.

“Me senti muito preparado e isso foi determinante para eu ter equilíbrio emocional até que as coisas acontecessem.”

Um processo seletivo invertido

Depois de finalizar o curso, Rodrigo tinha várias vagas a seu alcance, então ele teve que fazer um processo seletivo inverso para decidir que vaga merecia sua atenção. Em menos de 20 dias após o curso, uma proposta surgiu pelo convite do RH da empresa, através de um site de vagas, e Rodrigo identificou um perfil de trabalho dentro do que ele esperava, com bom salário e benefícios interessantes.

Ao mesmo tempo, ele também já tinha participado de outros processos seletivos e quando estava há 15 dias nesta primeira empresa, recebeu o retorno positivo de uma outra organização que tinha um perfil e propostas muito mais alinhadas às expectativas dele. Então com duas semanas de emprego, Rodrigo pediu demissão (!) para assumir outra vaga.

 

Fique mais perto do seu novo emprego:

 

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.